terça-feira, 23 de agosto de 2011

Tempos Modernos

As estórias que lhe conto, se são inventadas têm de ser de medos, um destes dias contei-lhe a estória de um crocodilo bébé que incauto se afastou dos pais e acabou perdido no meio da floresta rodeado de caçadores, prontinhos para o transformar em sapatos.

Depois de algum suspense e com muitos sons à mistura para tornar a narração mais vivida e aterrorizadora, lá uma tartaruga se voluntariou a ajudar o pobre e enviá-lo de volta para o rio onde pode finalmente levar um raspanente dos progenitores por ter desobedecido à ordem expressa de não se afastar.

Terminada a minha odisseia fui presenteada com um:

- Quando for grande também vou passear sozinho, achas que vou encontrar caçadores?
- Acho, vais encontrar os teus próprios caçadores e vais certamente superá-los com inteligência (sou uma pessoa confiante nas capacidades da minha cria, verdade)
- O pior é se eu perder o caminho de volta. Mas acho que o encontro com um GPS!

1 comentário:

Carolina . disse...

Olá
Poderia me seguir por favor ?ADOREII seu blogger http://moreiracarolina.blogspot.com